Aplicações do Ozônio na Indústria de Alimentos e Agricultura
  • Oxipower

Aplicações do Ozônio na Indústria de Alimentos e Agricultura

Atualizado: 26 de Jul de 2018


Aplicação do Ozônio na Industria de Alimentos e Agricultura

Existem diversas maneiras de para uma rápida e eficiente destruição, em uma atmosfera de ozônio, de vários micro-organismos não patogênicos, incluindo esporos, fungos e outros organismos de células únicas. A utilização do ozônio é adequada para aumentar a vida de produtos perecíveis em locais refrigerados, além disso, é econômico e tanto o custo operacional quanto o custo do investimento estão em níveis compatíveis com os lugares refrigerados. A aplicação do ozônio elimina o risco de deixar odores desagradáveis e traços antissépticos usados na preservação de alimentos, e ainda, aumenta a vida de produtos estocados.


Eliminação de agrotóxicos e sanitização de alimentos através da água ozonizada 

Além de eliminar com maior eficiência os microrganismos presentes nas frutas, legumes e vegetais, o ozônio também diminui significativamente a ação dos agrotóxicos sem prejudicar as características próprias desses alimentos.O processo de sanitização e eliminação de agrotóxicos nos alimentos é realizado em poucos passos:


1. Realiza-se a ozonização da água com um sanitizador de alimentos

2. Retira-se as impurezas visíveis do alimento, como terra e partes envelhecidas.

3. Coloca-se submersos os alimentos diretamente na água ozonizada por determinado tempo.

4. Retira-se os alimentos já tratados e armazena-os adequadamente.


O tratamento com ozônio tem se tornado cada vez mais popular e seguro devido aos inúmeros testes realizados por especialistas. Vejamos alguns desses resultados do ozônio como descontaminador de frutas, verduras e legumes:


Maçã: Ao sanitizar maçãs com água ozonizada por 15 minutos, foi possível diminuir em média 73% diversos agrotóxicos encontrados nas frutas.


Couve: Já nos testes destas hortaliças, foi possível reduzir 53% a quantidade de agrotóxicos com 30 minutos de imersão em água ozonizada.


Alface: A redução da concentração de agrotóxicos nas folhas de alface pode chegar a 58% com somente 10 minutos de imersão.


Tomate cereja e morango: 10 minutos também foram suficientes para reduzir a ação dos agrotóxicos em cerca de 40% dos resíduos em tomates cerejas e morangos.


Assepsia e supressão de odores

Distribuidores, armazéns de estocagem e lojas refrigeradas de vendas podem ser higienizadas e desinfectadas por meio de ar ozonizado. O processo de desinfecção remove odores desagradáveis encontrados em materiais de embalagens, assim, mantendo o aroma e sabor original dos produtos. Além disso, a oxidação de compostos geradores de cheiro em tais locais resulta em uma atmosfera agradável, parecendo o ar fresco das montanhas. Tudo isso ocorre com uma concentração extremamente baixa de ozônio, sendo 0,01 a 0,04 ppm. Ademais, também é comprovado que o ozônio, mesmo em pequenas quantidades, pode eliminar a fumaça e o cheiro de cigarro, odores de suor, entre outros.

Desta forma, concluímos que o ozônio é uma excelente opção para quem deseja sanitizar e preservar os alimentos, além disso, é um ótimo método de purificação de ambientes e luta contra odores.


E você, como tem tratado os alimentos antes do consumo? Deixe seu comentário sobre o assunto.

0 visualização

© 2018 por VA90 (Vinícius Affonso)

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco