SOBRE OZÔNIO

A HISTÓRIA DO OZÔNIO

Em 1781, Van Marum descreveu pela primeira vez o odor pungente de ozônio (Evans, 1972). Após isto, em 1840, Schönbein chamou a substância de “ozônio”, com base na palavra grega “ozein” para “cheiro”.

Todo o aprendizado na aplicação do ozônio na área industrial nada mais é, do que mimetizar a natureza, portanto, trata-se de um processo natural, seguro, limpo e economicamente viável.

Quando a maior parte das pessoas pensa em ozônio, pensa na camada de gás presente na atmosfera da terra e que nos protege da ação dos gases ultravioleta. 
 

No entanto este gás, o qual por vezes pode ser detectado como um odor fresco apos as tempestades e atualmente uma valiosa ferramenta para uma variedade de usos industriais com compromisso ambiental.

O QUE É OZÔNIO?

O ozônio é um dos gases mais importantes presentes naturalmente na estratosfera que cerca nosso planeta, mantendo o equilíbrio biológico. O ozônio (O3) é um gás bastante reativo e altamente instável, logo se recompondo em oxigênio (O2). Ele também é um poderoso oxidante e germicida natural. Estas características conferem ao ozônio uma gama de aplicações, sendo utilizado em medicina como também em processos industriais, tratamento de águas, alimentos, gases e também como agente clareador/branqueador.

FUNCIONAMENTO DE OZONIZADORES POR EFEITO CORONA

O ozonizador é um equipamento que gera ozônio por meio de um processo chamado efeito corona. Basicamente consiste em um tubo no qual passa ar do ambiente, e aonde uma descarga elétrica constante transforma moléculas de oxigênio (O2) em moléculas de ozônio (O3) pela adição de um átomo. Ao passar do tempo as moléculas perdem esse átomo, voltando a sua forma anterior.

Efeito Corona: As moléculas de oxigênio (O²) se transformam em ozônio (O³) e após sua ação, voltam à forma original.

OZÔNIO COM AR NATURAL X COM OXIGÊNIO DE CILINDRO

Podemos produzir ozônio à partir do oxigênio do ar ambiente ou utilizando oxigênio medicinal (cilindro de oxigênio).

COM OXIGÊNIO DO AR AMBIENTE

O ar atmosférico é constituído por uma mistura de diversos gases, como o oxigênio (21%), nitrogênio (78%), gás carbônico (0,03%) e outros gases nobres (0,91 %).

 

Os aparelhos geradores de ozônio de uso comum, utilizam-se do ar ambiente para produzir ozônio. Estes são o aparelhos utilizados especialmente para oxi-sanitização de ambientes, sanitização de alimentos, tratamento de água, eliminação de odores, esterilização de utensílios, etc. 

UTILIZANDO OXIGÊNIO MEDICINAL (CILINDRO DE OXIGÊNIO)

Os aparelhos geradores de ozônio de uso médico, odontológico, estético e veterinário, produzem ozônio utilizando-se de oxigênio medicinal. São geradores especiais com dispositivo adequado para ser conectado em cilindros de oxigênio medicinal com válvula reguladora de fluxo (fluxômetro).

Estes aparelhos possibilitam o controle da concentração de ozônio, para ser utilizado conforme o procedimento desejado.

CURIOSIDADE

No cilindro de oxigênio medicinal obtém-se alta qualidade e pureza (praticamente 99% de oxigênio).

 

Como o ozônio é produzido através da quebra da molécula do oxigênio, ao utilizar-se oxigênio medicinal, obtemos alta concentração de ozônio, 5 vezes mais potente ou em maior quantidade de ozônio, se compararmos com os aparelhos de uso comum que utilizam-se do ar ambiente.

 

A concentração de oxigênio no ar ambiente é  de aproximadamente 21%, já no cilindro de oxigênio medicinal é de 99%

© 2018 por VA90 (Vinícius Affonso)

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco